Política Quarta-Feira, 16 de Setembro de 2020, 15h:09 | - A | + A

MEIO AMBIENTE

Comissão do Senado acompanhará ações de combate a queimadas no Pantanal

Grupo foi criado a pedido do senador Wellington Fagundes (PL-MT) e deve trabalhar para garantir recursos às áreas atingidas.

Da Redação

Chico Ribeiro - Secom/MT

incêndio no Pantanal

 

O Senado Federal instala nesta quarta-feira (16) uma comissão temporária externa para acompanhar as ações realizadas no Pantanal para combate às chamas que já consumiram 15% de todo o bioma desde o começo do ano. O grupo foi criado a pedido do senador mato-grossense Wellington Fagundes (PL).

 

A comissão tem duração prevista de 90 dias e também conta com a participação das senadoras Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (PSL) e o senador Nelsinho Trad (PSD), todos de Mato Grosso do Sul. Os parlamentares vão checar os desdobramentos e estudar as providências necessárias para evitar novas queimadas, além das ações de proteção da fauna e da flora, das populações diretamente atingidas e do impacto na economia da região.

 

Ao longo desses dias, os senadores deverão realizar visitas in loco, reuniões, e debates com órgãos federais, estaduais e municipais, ONGs, pesquisadores e especialistas. Além disso, o trabalho deve ser concentrado em garantir mais recursos para as áreas atingidas. 

 

Wellington Fagundes anunciou em suas redes sociais que o grupo pretende lançar um Estatuto do Pantanal nas próximas semanas e agradeceu os brigadistas que estão atuando na região. 

 

“Nosso Mato Grosso está nos principais jornais, infelizmente com notícias tristes de morte de animais e da nossa flora, além de danos irreversíveis a milhares de pantaneiros. (...) Um agradecimento ao coronel Alessandro Borges, aos bombeiros, brigadistas, voluntários e veterinários”, disse. 

 

A instalação da comissão acontece às 16h, e poderá ser acompanhada pela TV Senado.  

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet