Política Segunda-Feira, 10 de Agosto de 2020, 16h:13 | - A | + A

ELEIÇÕES 2020

DEM se reúne para definir candidatos a prefeituras e Senado

Ana Adélia Jácomo

Da Redação

Reprodução

Fabio Garcia

Fabio Garcia, segundo Eduardo Botelho, deve ser confirmado candidato a prefeito da capital.

Presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho (DEM) afirmou nesta segunda-feira (10) que o partido irá se reunir até o final desta semana para bater o martelo quanto aos candidatos que disputarão a Prefeitura de Cuiabá, de Várzea Grande e a eleição suplementar ao Senado, que ocorrem em 15 de novembro.

 

De acordo com Botelho, a tendência é que o grupo lance o presidente regional da sigla, Fábio Garcia, à Prefeitura de Cuiabá. “Em Cuiabá, o nome do Fábio Garcia é o mais forte e é o que mais tem apoio partidário, e deve ser ele”.

 

Em Várzea Grande, as costuras dependerão do resultado de uma pesquisa de opinião encomendada pela agremiação, que deverá apontar qual nome tem mais chances no pleito: atual vice-prefeito José Anderson Hazama (DEM), Júlio Pacheco (DEM), ou o vereador Fábio Tardin (DEM).

 

“Vamos nos reunir essa semana, quinta ou sexta-feira, e aí definimos os rumos e os nomes, tanto para as prefeituras como para o Senado”, frisou Botelho.

 

Quanto ao Senado, a legenda deverá avaliar se apoiará por completo a coligação com o PSDB, que terá na 1ª suplência da chapa encabeçada por Nilson Leitão, Júlio Campos (DEM). Há ainda a possibilidade de parte dos correligionários serem liberados para apoiarem quem quiserem e não ser obrigatório o apoio ao tucano.

 

“Tem uma ala que prefere Nilson Leitão e é liderada pelo senador Jayme, Júlio Campos e Dilmar Dal Bosco [deputado estadual], e isso vai ser colocado dentro do partido. Vamos ver se apoiamos o Nilson e liberamos uma parte ou se não libera ninguém. Enfim, será discutido”, disse ele.

 

A coligação com os tucanos teria sido uma das poucas alternativas para que o DEM participasse efetivamente do processo eleitoral para a eleição suplementar ao Senado. Na avaliação de Júlio Campos, feita ao PNB Online recentemente, a agremiação carece de nomes com estrutura para enfrentar uma eleição de porte nacional no momento.

 

“Tirando Júlio Campos, o DEM tinha quem para disputar o Senado? Nome expressivo, com força de voto e popularidade? Outro nome seria o Botelho, mas ele não quer disputar nada, nem a prefeito de Cuiabá e nem ao Senado. Ele foi reeleito presidente da Assembleia até o fim do mandato. Os outros nomes do DEM que poderiam disputar, não descompartibilizaram dos cargos, estão todos no Governo. Então, nesse caso temos que fazer a composição”, avaliou Campos.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet