Política Quinta-Feira, 15 de Agosto de 2019, 15h:04 | - A | + A

CONSELHO FEDERAL OAB

Ex-presidente da OAB-MT cobra representatividade dos Estados

O advogado Usiel Tavares questiona a eleição da OAB nacional em entrevista ao jornalista Antero Paes de Barros

Suzi Bonfim

da Redação

Eleições diretas para o Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), foi o principal assunto da entrevista do ex-presidente da OAB-MT, Usiel Tavares, ao jornalista Antero Paes de Barros, nesta quinta-feira (15), na rádio Capital FM. Há mais de 20 anos não há disputa na escolha do presidente do Conselho Federal. O órgão que administra a OAB no país é formado por três conselheiros de cada Estado. 

 

Para Usiel Tavares, estados menores como os do Centro Oeste - Mato Grosso e Mato Grosso do Sul e Goiás - jamais terão condições de competir com um candidato à presidência do Conselho Federal em função do pequeno número de eleitores, se comparado com os grandes centros. Ao todo são 1 milhão de advogados em todo o país, metade está no Estado de São Paulo e, um número significativo, está no Rio de Janeiro (RJ) e em Belo Horizonte (MG). “A eleição vai ficar sempre restrita aos advogados de São Paulo e Rio de Janeiro . Outra preocupação maior é o custo da eleição que vai exigir uma estrutura considerável  do candidato para percorrer todos os Estados. Tem que ter critérios para resguardar a representatividade de cada Estado”, constatou Tavares. A diretoria do Conselho Federal tem cinco cargos e Mato Grosso só teve um representante, o advogado Cláudio Stábile. 

 

Além do voto direto, o ex-presidente por dois mandatos na OAB-MT (1998-2000/2001-2003), questiona a prestação de contas das eleições nas seccionais da Ordem. “Quem colabora na campanha do conselho estadual, como se arrecada e se gasta. Quem são os doadores? A gente tem que mostrar da onde vem o dinheiro destas campanhas”, apontou Usiel Tavares lembrando que em Mato Grosso a eleição para presidente da OAB custa entre R$ 600 mil e R$ 700 mil, o que, certamente, limita o número de candidatos. Na seccional mato-grossense a eleição é direta. 































VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet