Política Terça-Feira, 30 de Junho de 2020, 11h:20 | - A | + A

FEZ APELO POR KIT-COVID

Faissal Calil é o terceiro deputado estadual que testa positivo para a covid-19

Ana Adélia Jácomo

Da Redação

Faissal Calil

 

O deputado estadual Faissal Calil (PV) informou nesta terça-feira (30) que foi infectado pela covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Visivelmente ofegante, ele afirmou que está no oitavo dia desde que começou a sentir os primeiros sintomas: dor atrás dos olhos, cansaço e aparências de um resfriado.

 

Segundo ele, assim que começou a se sentir mal, já entrou em isolamento e deu início ao tratamento precoce oferecido pelo clínico geral e cardiologista Carlos Augusto Carretoni Vaz, responsável pelo acompanhamento dos deputados estaduais e servidores da Assembleia Legislativa.

 

Carretoni tem ministrado o kit-covid, formado pela Azitromicina/ Nevofloxacin ou Amoxicilina com Clavulanato, Ivermectina, Hidroxicloroquina, Prednisolona, anticoagulantes e vitaminas. Os medicamentos serão oferecidos mesmo sem exames específicos para detecção do vírus.

 

“Ontem saiu o resultado positivo para a covid. Há oito dias, quando comecei com os sintomas, já comecei o tratamento. No segundo dia já não tinha mais febre, no outro dia era só a a garganta arranhando e hoje no oitavo dia me sinto na obrigação de compartilhar o tratamento do Dr. Carretoni”.

 

Faissal fez duras críticas à classe médica que é contrária à adoção do novo protocolo de saúde, que medica precocemente pacientes com sintomas da covid, mesmo que não haja comprovação científica de que os fármacos sejam capazes de curar a virose. A ciência ainda não encontrou cura ou vacina para a covid-19.

 

“Não estou receitando remédio para ninguém, mas me sinto no dever de compartilhar com meus eleitores o que tomei. Esse é o tratamento que vem funcionando e, se feito de forma precoce, tem respondido de forma gratificante”.

 

“Temos que utilizar as armas que nós temos. Os médicos estão honrando o seu juramento. Tem muitos que falam que não há comprovação científica e ficam sentados, não estão tratando ninguém e ficam tacando pedras naqueles que estão tentando fazer algo. Se não tem comprovação científica que faz bem, também não tem comprovação científica que faz mal”, disse Faissal.

 

Dos medicamentos utilizados no kit-covid, a cloroquina apresenta efeitos colaterais como surdez permanente e arritmia cardíaca, sendo contraindicado a pacientes com problemas no coração. A orientação é que seja ministrado após o exame eletrocardiograma para detectar pacientes que podem desenvolver uma parada cardíaca.

 

Além de Faissal, os deputados Paulo Araújo (PP) e Thiago Silva (MDB) também testaram positivo para a covid-19. De acordo com o médico Carretoni, há ao menos 20 servidores da Assembleia contaminados pelo vírus. 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet