Política Sexta-Feira, 15 de Março de 2019, 10h:10 | - A | + A

“ME SENTI DESRESPEITADO”

Jornalista nega que áudio prove extorsão e diz que Selma produziu prova contra si

Kleber diz que senadora terá dificuldades de se reunir com políticos após vazar seu áudio

DOUGLAS TRIELLI

DA REDAÇÃO

Divulgação

Kleber lima

O jornalista Kleber Lima, que criticou a senadora Selma Arruda

O jornalista Kleber Lima criticou a senadora Selma Arruda (PSL) por vazar e usar um áudio seu como prova de que o empresário Junior Brasa tentaria extorqui-la. Ele se disse desrespeitado pela quebra de confiança e disse que a senadora produziu provas contra si.

 

Kleber foi responsável pela campanha vitoriosa de Selma nas eleições de 2018. No áudio, ele diz que foi procurado pelo deputado Wilson Santos (PSDB), a pedido de Brasa, para tentar um acordo extrajudicial. O empresário tenta na justiça que Selma pague uma suposta dívida de R$ 1,160 milhão. Caso houvesse o acordo, ele diminuiria o valor para R$ 600 mil.

 

O jornalista disse que o áudio vazado por Selma é verdadeiro e que já foi explicado aos responsáveis pelo inquérito da suposta extorsão.

 

“Nada nesse áudio comprova a tese de extorsão. Ao contrário, eu acredito que ela produziu prova contra si mesma ao revelar esse áudio. O áudio revela o esforço do Brasa em tentar fazer um acordo extrajudicial com ela, inclusive baixando o valor da causa que ele pleiteia na Justiça”, disse.

 

“O áudio é claro ao demonstrar que primeiro eu sou contra qualquer tentativa de composição dela com o Brasa naquele momento. Ainda uso uma expressão, que gostaria de explicar em respeito ao Brasa: Quando eu digo que o Brasa não vale nada nessa altura do campeonato é porque ele move uma ação de cobrança de mais de R$ 1 milhão. E nós, naquela época, não estávamos preocupados com essa ação, porque se ela for condenada nesse caso, paga. Pronto. A preocupado era a ação que visava a cassação do diploma dela. Ela, maliciosamente, usa esse áudio para tentar provar uma suposta tentativa de extorsão que não existe”, afirmou.

 

Alair Ribeiro/MidiaNews

Selma Arruda

A senadora Selma Arruda, que vazou áudio de seu jornalist

Kleber disse, ainda, que ao usar esse áudio, Selma não expôs somente ele de maneira inadequada, mas também ao deputado Wilson Santos. Segundo o jornalista, em nenhum momento Wilson fez qualquer alusão à extorsão. Kleber disse acreditar que o tucano jamais compactuaria com uma medida dessa natureza.

 

“Então, em nome da verdade, quero lamentar que a senadora Selma tenha tido um comportamento dessa natureza. Desrespeitando uma pessoa que foi leal a ela, que sou eu. Que fiz a campanha dela com toda sorte de dificuldades, que ajudava dando orientações até muito recentemente. Fui surpreendido quando cheguei na Polícia Federal e soube que eu era testemunha arrolado por ela e usando como prova um áudio de uma conversa que tive com ela”, disse.

 

“Então, estou tranquilo. O áudio fala por si, é autoexplicativo. E receio que a doutora Selma vai ter dificuldades agora para se reunir com alguém, porque todo mundo vai ficar com medo de ela gravar as conversas e depois vazar, distorcendo o conteúdo. Eu, sinceramente, estou decepcionado com essa atitude dela. Não esperava, mas cada um responde por seus pecados. Esse é um pecado que ela vai ter que responder, não é meu”, completou.

 

Leia também:

Selma diz que áudio de jornalista prova extorsão de marqueteiro

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet