Política Quinta-Feira, 03 de Outubro de 2019, 11h:33 | - A | + A

ELEIÇÕES MUNICIPAIS

Lúdio defende Frente Centro-Esquerda e aponta potenciais candidatos a prefeito

O deputado estadual diz que está fora do páreo e considera ruim que o partido não tenha um representante na Câmara de Vereadores da Capital

Suzi Bonfim

da Redação

Ângelo Varela - ALMT

Dep. Lúdio Cabral

 

Convicto de que a construção de uma frente de partidos de centro-esquerda é a melhor alternativa para disputar a prefeitura de Cuiabá, o deputado estadual Lùdio Cabral (PT), elenca como pode ser formada esta coligação e quais os prováveis nomes para as eleições municipais majoritárias, em 2020. O deputado reafirma que está fora do páreo e que vai se dedicar aos quatro anos de mandato na Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT). Cabral foi o entrevistado do jornalista Antero Paes de Barros, nesta quinta-feira (03).

 

Os partidos que devem fazer parte da frente, na concepção do deputado são: PT PCdoB, PDT, PSB, Psol e Pros. “Nesta frente, cada partido vai ter autonomia para construir suas candidaturas. O PT tem bons nomes como a professora Edna Sampaio, a própria Rosa Neide (deputada federal) pode nos representar na prefeitura. Há outros nomes que não disputaram eleição e podem surgir como alternativa para o partido. Entre eles, professores da UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso) com militância muito qualificada e que poderiam fazer um debate qualificado. Como por exemplo, a professora aposentada, Vera Bertolini, que militou na área do serviço social”, destacou.

 

Para o deputado, os demais partidos também têm nomes com potencial para  disputar a prefeitura da Capital. “O PCdoB tem a professora Maria Lúcia que foi reitora da UFMT e candidata ao Senado, em 2018. O PDT, tem o ex-juiz federal Julier Sebastião e o presidente do diretório municipal, Fabrício Carvalho. O Pros, tem a suplente de deputada federal Gisela Simona”, apontou Cabral.

 

Além de alinhados ideologicamente, Lúdio ressaltou que esses partidos não fazem parte nem do grupo do atual prefeito da Capital, Emanuel Pinheiro (PMDB) e nem do governador Mauro Mendes (DEM). “Esses partidos têm condições de apresentar uma candidatura alternativa e, principalmente, um projeto que vai fazer um debate do que o melhor para a população da cidade”, garantiu o deputado estadual. 

 

Vereadores

Por outro lado, a chapa de vereadores é uma grande preocupação para os petistas que hoje não têm hoje nenhum representante no parlamento municipal.  “O PT vai trabalhar para ter uma chapa de vereadores porque não ter um representante na Capital é muito ruim. O partido que tem a maior bancada na Câmara de Deputados  e não tem vereador na Câmara de Cuiabá e ter mandato na cidade é importante pra voz do partido e para a defesa da população”, avaliou Lúdio Cabral .

 

O foco do partido, segundo Cabral, é montar uma chapa qualificada de candidatos a vereador. “Há uma lista com pelo menos 23 pré-candidatos a vereador bem distribuídos na cidade”, ressaltou. Cabe ao presidente do diretório municipal, Elisvaldo Almeida, o Bob, que é ligado a Lúdio Cabral, comandar a construção da chapa. 




VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet