Política Sexta-Feira, 22 de Maio de 2020, 14h:08 | - A | + A

PLEITO INCERTO

MDB aposta em reeleição de Emanuel e fecha chapa com 37 pré-candidatos a vereador

Ana Adélia Jácomo

Da Redação

Francisco Faiad

 

Em Mato Grosso, o MDB (Movimento Democrática Brasileiro), independente da mudança na data da eleição municipal, tem como pré-candidato o prefeito de Cuiabá Emanuel Pinheiro, que deve ir à reeleição, e 37 nomes para a chapa de vereadores.

 

Com a pandemia do coronavírus, a data das eleições municipais está incerta. Há o entendimento de que o pleito deva ser adiado para 15 de outubro ou ainda 6 de dezembro. Uma outra corrente defende a prorrogação dos mandatos dos atuais prefeitos e vereadores para até outubro de 2022.

 

Presidente regional do MDB, Francisco Faiad afirmou nesta sexta-feira (22) ao PNB Online que para a agremiação é indiferente a decisão que será tomada pelo Congresso Nacional e pela Justiça Eleitoral, visto que o partido está com as “candidaturas postas”.

 

“O MDB está acompanhando todas as movimentações que estão acontecendo tanto no TSE, STF e no Congresso Nacional. Temos várias propostas e o MDB está preparado, com a pré-candidatura do prefeito Emanuel Pinheiro à reeleição, e com a chapa já articulada para vereança, com 37 membros”, afirmou.

 

No caso de adiamento do pleito para o ano de 2022, Faiad classifica a proposta como a “mais palatável”. No seu entendimento, a crise econômica e social causada pela pandemia coloca mais em uma situação de incerteza. O vírus já matou quase 19 mil pessoas no Brasil e infectou 291.579.

 

“Há a proposta que está tramitando no Senado para prorrogação dos mandatos até outubro de 2022, para se fazer uma eleição casada de vereador à de presidente da República. Eu entendo que esta proposta é a mais palatável em razão da crise que estamos vivendo, social, política e econômica. Essa pandemia, que nós não sabemos quando vai acabar, quando será seu pico e etc. É a proposta mais radical porque estende por mais dois anos os mandatos dos atuais prefeitos e vereadores. No Senado, a aprovação dessa PEC seria tranquila, mas na Câmara teria problemas para ser aprovada”, avaliou.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet