Política Segunda-Feira, 13 de Janeiro de 2020, 11h:25 | - A | + A

ELEIÇÕES 2020

Partidos de centro esquerda só devem definir coligação em fevereiro

O presidente do PSB, em MT, deputado estadual Max Russi disse em entrevista ao jornalista Antero Paes de Barros, na rádio Capital, que ninguém sabe ao certo que caminho seguir

Suzi Bonfim

da Redação

ALMT

Max Russi

 

Em Mato Grosso, os partidos de centro esquerda ainda estão discutindo a possibilidade de uma coligação para disputar cargos majoritários nas eleições em 2020. O estado tem duas questões distintas, neste caso: lançar candidato único na eleição suplementar para a vaga no Senado Federal aberta com a cassação da ex-juíza Selma Arruda (Podemos) pelo Tribunal Regional Eleitoral em Mato Grosso (TRE/MT) e confirmada pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), em dezembro de 2019 e, lançar candidatos a prefeito pela coligação. O presidente do Partido Socialista Brasileiro (PSB), deputado estadual Max Russi, disse que, por enquanto, há muitas conversas, mas nenhuma definição. 

 

“Não é uma eleição fácil. Você precisa ter apoio de um grupo político. Existe uma discussão, em andamento, no estado e, que também acontece em nível nacional entre o PSB, Partido Verde (PV), Rede Sustentabilidade (Rede) e o Partido Democrático Trabalhista (PDT). Estamos trabalhando um outro caminho, uma outra vertente. Sair um pouco desse nós e eles, nem tanto à esquerda radical, nem tanto à direita radical, mas um projeto de centro esquerda diferente para o país”, ressaltou Russi. 

 

Neste contexto, a conversa tem sido bem diversificada. O PSB, segundo o presidente do partido, já se reuniu com o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) e o senador Jaime Campos (DEM) e também com o prefeito de Rondonópolis, José Carlos do Pátio (Solidariedade) e  com o presidente do PDT, secretário de Cultura, Alan Kardec. “Conversei com o presidente do diretório estadual do PDT, e ele disse que vão tentar uma candidatura mas, se não der, vão seguir a orientação nacional e se coligar com o PSB”, disse o deputado Max Russi.

 

A definição da coligação dos partidos de centro esquerda só deve acontecer em fevereiro. A expectativa agora é em relação à data da eleição suplementar que o TRE-MT define na primeira sessão ordinária do Pleno na próxima segunda-feira (20). “Hoje tem muita conversa neste início de processo. Deve acelerar a partir de fevereiro, mesmo a eleição podendo ser em abril. Existem muitas teses, ninguém consegue com clareza afirmar qual vai ser o melhor caminho”,  apontou o presidente do PSB. . 

 

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet