Política Domingo, 27 de Setembro de 2020, 11h:57 | - A | + A

ELEIÇÕES 2020

Patrimônio de chapas que concorrem à Prefeitura vai de R$ 200 mil a R$ 55 milhões em Cuiabá

Fazendas e apartamentos em áreas nobres fazem parte dos patrimônios declarados.

Safira Campos

Da Redação

declaração tse.png

 

Fazendas, automóveis, investimentos e apartamentos em áreas nobres da cidade estão entre os itens declarados por candidatos à Prefeitura de Cuiabá este ano. De acordo com informações do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), o valor dos conjuntos de bens declarados variam de R$ 200 mil a R$ 73 milhões. 

 

A chapa que declarou maior valor em bens este ano é a do Partido Novo. O candidato a prefeito, Paulo Henrique Grando, tem R$ 571.672,00 em bens. No entanto, é o patrimônio se seu vice, Alvani Laurindo, que eleva a declaração da chapa. Laurindo, que é diretor financeiro da Federação Nacional das Locadoras de Carros (Fenaloc), tem R$ 55.143.758,00 em bens, que incluem fazendas, caminhonetes e apartamentos. 

 

A segunda chapa da lista é a do Partido Social Liberal (PSL), da coligação Cuiabá Precisa de Mais. Aécio Rodrigues, candidato a prefeito, declarou R$3.248.237,67 em bens, com boa parte sendo cabeças de gado. Já o vice, Luiz Antônio de Carvalho, conhecido como Professor Lac, declarou R$1.778.770,48. 

 

Em seguida vem a chapa do atual prefeito, Emanuel Pinheiro (MDB). Juntos, Pinheiro e Stopa, seu vice, declararam R$3.398.602,55. O prefeito, que viu seu patrimônio aumentar 109% desde a última eleição, tem R$2.974.172,98 declarados. Já Stopa, acumula R$424.429,57. 

 

PNB Online

page candidatos.jpg

 

A chapa do Partido dos Trabalhadores, por sua vez, tem declarado o patrimônio de R$ 2.336.000. Julier, ex-juiz federal em Mato Grosso, declarou R$ 1.500.000,00 em bens e sua vice, Vera Bertoline, tem R$836.000,00 em sua declaração. Um erro na declaração de Julier causou estranheza essa semana. O petista havia declarado cerca de R$73 milhões em bens, mas esclareceu em seguida e tratou-se de um erro de digitação. 

 

Já Roberto França e Marcelo Bussiki, da coligação Todos por Cuiabá, juntos somaram R$ 1.301.050,21 em bens. França declarou R$ 966.319,59, sendo seus maiores bens um apartamento no bairro Duque de Caxias II e uma chácara no Distrito da Guia. Bussiki, por sua vez, declarou R$ 334.730,62. 

 

Logo após, vem a chapa Mãos Limpas e Unidas por Cuiabá, de Gisela Simona e do Maestro Fabrício Carvalho, que somam R$ 839.836 em bens. Sozinha, Simona tem R$ 367.636,00 declarados e Carvalho R$ 472.200,00. O maior bem declarado pela candidata a prefeita foi uma casa, cuja localização não foi informada, no valor de R$ 250.000,00. 

 

Em penúltima colocação está a chapa Cuiabá para Pessoas, dos vereadores Abílio e Felipe Wellaton. Juntos, os parlamentares declararam R$ 613.199,10, sendo R$ 92.500,00 do candidato a prefeito, Abílio, e R$ 520.699,10 do candidato a vice, Wellaton. Por último, está a candidatura da chapa do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). Gilberto Lopes Filho e Itei Daltro somam R$ 205.500, sendo R$ 185.000,00 do candidato a prefeito e R$ 20.500,00 da candidata a vice.

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet