Política Quinta-Feira, 10 de Setembro de 2020, 07h:11 | - A | + A

MEIO AMBIENTE

Presidente debocha e ri das queimadas no Pantanal

Os mato-grossenses não acham graça do fogo que consome o estado, colocando em risco as pessoas, destruindo a fauna e flora e causando prejuízos também ao setor produtivo do agronegócio.

Da Redação

Com Catraca Livre e NY Times

Reprodução

bolsonaro rindo.jpg

 

Os incêndios florestais estão piorando. A maneira como os governos estão gerenciando não está resultando na eficiência esperada, um fato.

 

O mais importante é passar a ter, o quanto antes, uma política pública permanente de controle e mitigação dos estragos resultantes dessa tragédia que foi incorporada ao nosso cotidiano a cada ano. As previsões são de que estes períodos de seca intensa irão se agravar, reflexo da crise climática mundial que muitos governos insistem em ignorar.

 

As chamas que queimam biomas no Brasil, Pantanal e a Amazônia, como de resto em diversos países do Ocidente, ressaltam a urgência de se repensar as políticas de gestão do combate ao fogo. A omissão só vai piorar as coisas. 

 

Governo de Mato Grosso

 

Em Mato Grosso, o governador Mauro Mendes (DEM) já estuda implantar um grupamento permanente de combate às queimadas, inclusive com a criação uma frota aérea para ser usada nas áreas mais críticas.

 

Presidente debocha e ri do fogo no Pantanal

 

"O seu governo se aplica em desmontar importantes sistemas de monitoramento de queimadas. E trata do assunto com o que há de pior no seu caráter: o deboche"

Já com o presidente Bolsonaro, não há esperança. O seu governo se aplica em desmontar importantes sistemas de monitoramento de queimadas. E trata do assunto com o que há de pior no seu caráter: o deboche.

 

Com uma criança, Bolsonaro deu risada sobre as queimadas no pantanal num vídeo recente que viralizou na internet. 

 

É revoltante imaginar que o presidente da República, que se diz nacionalista, deboche da devastação criminosa de um dos principais biomas brasileiros. Mas foi o que se viu no vídeo.

 

Os mato-grossenses não acham graça do fogo que consome o estado, colocando em risco as pessoas, destruindo a fauna e flora e causando prejuízos também ao setor produtivo do agronegócio.

 

Enquanto o Brasil chora as queimadas no Pantanal,  que já devastaram mais de 12% do bioma, segundo dados do Laboratório de Aplicações de Satélites Ambientais divulgados pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), o presidente Jair Bolsonaro ri da catástrofe. 

 

O vídeo que registra o deboche do presidente com a tragédia em Mato Grosso

 

Conforme registra o site Catraca Livre, no vídeo que circula nas redes sociais, durante reunião ministerial, uma criança, sentada ao lado de Bolsonaro, questiona a todos os presentes: “tá pegando fogo no pantanal?”, enquanto pergunta, Bolsonaro, o vice Hamilton Mourão, e vários outros participantes do encontro caem na risada.

 

Uma pessoa presente na sala responde à garotinha: “tá pegando fogo, mas o presidente mandou dez aviões lá para ajudar a apagar”. Assista:

 

O vídeo gerou revolta nas redes sociais. Primeiro porque os focos de incêndio no pantanal, segundo perícias realizadas pelo Centro Integrado Multiagências de Coordenação Operacional (Ciman-MT), são provocados por pessoas há cerca de dois meses. Ou seja, não são desastres naturais. São crimes. E como pode o presidente da República debochar de crimes?

 

Segundo porque que imagem Bolsonaro quer passar a uma criança? O pantanal é um dos principais biomas brasileiros, é rico em fauna e flora, e está sendo devastado pelas queimadas criminosas. Será mesmo que com apenas dez aviõezinhos o governo federal vai dar conta dos milhares de focos de incêndio da região?

 

De acordo com dados da Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema), entre os meses de janeiro e setembro de 2020, mais de 5 mil focos de calor foram localizados em propriedades privadas, cerca de 3 mil em terras indígenas e 890 em unidades de conservação. Qual o plano do governo federal para dar conta disso?

 

Após o vídeo do deboche viralizar nas redes sociais, internautas começaram a criticar a atitude de Bolsonaro.

VÍDEO

VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet