Política Quarta-Feira, 15 de Maio de 2019, 15h:19 | - A | + A

EDUCAÇÃO

Sintep discute indicativo de greve. Mauro Mendes pede reflexão

Categoria realiza assembleia geral na segunda-feira (20.05)

Suzi Bonfim

Da Redação

 

Sintep-MT

SINTEP

Agenda de mobilização encerra com Marcha Estadual em Defesa e Promoção da Escola Pública e por Nenhum Direito a Menos na Capital

Na segunda-feira (20.05), o Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT), realiza uma assembleia geral, às 14h, no Colégio Estadual Presidente Médice, para discutir o indicativo de greve da categoria. São 44 mil profissionais, cerca de 20 mil são professores do ensino fundamental e médio em 758 escolas estaduais. Em pauta, os principais ítens são:  Cumprimento integral da Lei 510/13, em maio de 2019 - aplicando o percentual fixo da Lei (7,69%), mais índices da correção inflacionária de 2018 (3,43%);  Cumprimento da Lei nº. 10.572 de 04/08/2017 – com o pagamento de correção RGA- retroativos e pelos índices do parcelamento – de outubro e de dezembro de 2018 - bem como a compensação oriundo do parcelamento e Calendário de Pagamento - Pagar o salário de forma integral para todos os/as servidores/as conforme o Art. 147 da Constituição Estadual de 1989

 

Diante da perspectiva de greve na educação, o governador Mauro Mendes destacou as dificuldades com o pagamento de salários e disse que greve não resolve o problema financeiro do estado. “Já disse algumas vezes, se greve resolver o problema de Mato Grosso vamos todos fazer greve. Governador faz greve, o servidor, empresário e jornalista fazem greve. Se isso resolver poderemos, então, ter um estado muito melhor. Greve não resolve. Mato Grosso tem dificuldade em pagar o salário, os salários aumentaram muito neste estado”, ressaltou o governador, na solenidade de inauguração da UPA do bairro Cristo Rei, em Várzea Grande, nesta terça-feira (14.05).

 

Para Mendes, os profissionais da educação de Mato Grosso têm o terceiro melhor salário do Brasil. “Mas estamos na  21ª pior colocação da educação do Brasil. É momento de se refletir um pouco sobre isso. Saber que precisamos melhorar a educação, sim, mas, não é só melhorando salários que vamos melhorar a educação” considerou.

 

O presidente do Sintep, Valdeir Pereira, disse que o governo do Estado tem um déficit em relação à  política educacional e quer transferir a responsabilidade para os professores. “Educação não se faz só com professores. É preciso implementar o Plano Estadual de Educação instituído, em 2008 e reavaliado há três anos”,  constatou. “Além da questão salarial. cobramos melhoria na infraestrutura e equipamentos, laboratório, biblioteca e professor efetivo na rede. Não podemos esquecer que Mato Grosso tem a quarta maior arrecadação do país”, destacou.

 

De acordo com o Sintep, das 758 escolas, 450 têm infraestrutura precária. Pereira afirmou também que há um grande número de crianças fora da sala de aula por falta de escolas. “Só em Sinop (500 km da Capital), a estimativa é de que 1,5 mil crianças do ensino fundamental e médio não estão na escola”, afirmou.

 

Em relação aos salários, o sindicato aponta que a remuneração dos profissionais da educação em Mato Grosso é resultado da luta da categoria ao longo dos anos. O piso dos profissionais da educação é de R$ 2.899,73. O Plano de Cargos, Carreiras e Salários da categoria  garantiu ao professor o salário médio de R$ 4 mil com elevação de nível, por tempo de serviço e, de classe, por formação. Mas, 50% dos professores prestam serviço por meio de contratos precários e não têm acesso ao benefício. O piso salarial do magistério no país é de R$ 2.557,74.

 

Sem avanços na reunião realizada entre Sintep e governo, nesta segunda-feira  (13.05), na Secretaria de Planejamento e Gestão do Estado (Seplag), no Centro Político e Administrativo,  o Conselho de Representantes do Sintep realiza uma discussão prévia sobre a pauta de reivindicação, no sábado (18) e domingo (19).








VOLTAR IMPRIMIR

COMENTÁRIOS

Copyright 2018 PNB ONLINE - Todos os direitos reservados. Logo Trinix Internet